Santa Elisa sempre receptiva para novas tecnologias

terça-feira, 24 de maio de 2005



A Usina Santa Elisa tem tudo pra se destacar em mais uma safra.Uma sala unificada de monitoração e controle dos principais setores da usina foi projetada e nesta nova rodada de produção está contando com modernas tecnologias lançadas pela Smar: o padrão industrial OPC para o controlador programável LC700 e o controlador digital multi-loop CD600; o módulo Ethernet ENET710 e o novo CONF600Plus, configuradordos controladoresCD600eCD600Plus.

Segundo o chefe do Departamento de Automação, Fernando Fiorin, responsável por toda a configuração do novo sistema de monitoração e controle da usina, os benefícios trazidos foram muitos. Em termos de manutenção, o tempo despendido diminuiu consideravelmente. Antes, o instrumentista precisava perceber e notificar o problema, dirigir-se à sala de controle do seu setor, consultar a documentação que se encontrava na sala da Gerência Industrial, etc. Hoje, tudo está na mesma sala. As informações são trocadas imediatamente entre todos os envolvidos e o problema é solucionado rapidamente.

Além disso, antes da sala de controle unificada, era necessário realizar paradas para manutenção em cada setor da usina. "Hoje o instrumentista pode nem se dar conta das parametrizações", diz Fiorin, que também ressalta a importância das tecnologias serem de fácil atualização.

"Eu tinha 20 CD600's rodando na planta e os aproveitei 100%. O que mais nos deixa seguros é que tudo que já existia em campo foi reaproveitado”, completa. O compartilhamento de informações entre os operadores aumentou. Está ocorrendo uma melhoria na qualificação da equipe de maneira natural, e essa integração só vem otimizando o processo de gerenciamento e controle da usina. As implementações foram feitas de forma otimizada e econômica. "Os novos recursos foram muitos e por um preço muito baixo", conclui o chefe do Departamento de Automação.