Pioneirismo ao anunciar planos para OPC UA

quinta-feira, 27 de julho de 2006



A Smar saiu mais uma vez na frente. A empresa foi a primeira do Brasil e uma das doze do mundo a enviar planos de adoção ao novo padrão OLE for Process Control Unified Architecture (OPC UA), desenvolvido pela OPC Foundation, fundação norte-americana responsável pela especificação de padrões de transferência de informações entre equipamentos industriais e sistemas de software que processam as informações recebidas.

O material da Smar foi divulgado no fórum do ARC Advisory Group, que aconteceu no final de junho em Boston, EUA, e distribuído aos participantes, detalhando os projetos da empresa para a adoção dessa nova tecnologia.

Criada em 1996, a OPC Foundation é composta por mais de 300 membros em todo o mundo. Em 2004, um grupo de trabalho foi formado para conceber o padrão UA. “A Smar está envolvida com a definição deste padrão há dois anos, contribuindo com a definição da especificação e com a implementação e testes dos primeiros protótipos, confirmando sua vocação para o desenvolvimento de tecnologias de última geração”, explica Ronaldo Tomazeli Duarte, engenheiro de desenvolvimento da Smar.

O padrão OPC UA tem por objetivo a integração entre todos os OPC existentes, fornecendo dados, alarmes e históricos. Por serem totalmente baseados em tecnologias abertas, os produtos podem ser executados tanto em computadores de grande porte, quanto em equipamentos de campo.

O OPC UA possibilitará a comunicação entre os sistemas de automação e gerenciais, permitindo que a empresa visualize seu processo como um todo.