Case da SMAR é apresentado em evento da Associação Profibus

quinta-feira, 11 de setembro de 2008



Grupo Santelisa Vale descreve sucesso da aplicação do SYSTEM302-7 em suas novas plantas de bioenergia


César Cassiolato apresenta evento da Associação Profibus em Ribeirão Preto - SP

Com o objetivo de disseminar a tecnologia PROFIBUS, no dia 4 de setembro a Associação Profibus reuniu profissionais do setor de automação e representantes de usinas de açúcar e álcool de todo o país no Seminário Cases em Ribeirão Preto.

Segundo César Cassiolado, presidente da Associação Profibus Brasil América Latina, a intenção é aproveitar o momento da Fenasucro para trazer ao usuário do setor sucroalcooleiro informações sobre a tecnologia PROFIBUS por meio da apresentação de casos reais. “Um dos objetivos é aumentar o número de aplicações com o protocolo, principalmente em açúcar e álcool, e uma das ações foi fundar o Centro de Competência Profibus em São Carlos, para facilitar o apoio técnico para todos os perfis de usuários”, afirma.

Entre os estudos de caso apresentados, o coordenador corporativo de automação do Grupo Santelisa Vale, Felipe Luiz Calori Coelho, detalhou a arquitetura adotada nas novas unidades do Grupo, automatizadas com a nova versão do sistema de automação da SMAR, o SYSTEM302-7. Entre os motivos pela escolha da tecnologia PROFIBUS para estas aplicações, Coelho destacou vantagens como a facilidade de diagnóstico, a possibilidade de configuração remota e recursos como a integração de um grande número de equipamentos e fornecedores em um padrão aberto e interoperável.

Na Unidade Santa Elisa, os equipamentos e controladores SMAR operaram em uma planta piloto durante um ano, com o intuito de minimizar erros de implantação. Hoje o SYSTEM302-7 é o sistema de automação adotado nas novas unidades do Grupo. Esse sistema trabalha com a plataforma DFI302 de controladores distribuídos em redes ethernet de alta velocidade, garantindo um alto desempenho ao trabalhar com processamento paralelo de dados.

Entre os benefícios deste sistema de controle, Coelho destacou a facilidade de operação por meio do COI (Centro de Operações Integradas), que integra todas as informações da planta em uma única base de dados redundante, aumentando a confiabilidade e disponibilidade da planta, o que proporcionando uma gestão centralizada e precisa. Diagnósticos exatos de erro e envio de comandos à planta sem que o operador saia a campo foram outros pontos em destaque.

A Associação Profibus realiza mais de 12 eventos por ano, que já levaram conhecimento a mais de 2.000 pessoas. “São mostrados casos reais de aplicação da tecnologia PROFIBUS, onde fornecedores e usuários apresentam suas dificuldades e facilidades, assim como os benefícios que estão tendo com a tecnologia. É uma forma de valorizar quem já usa este protocolo e despertar o interesse tecnológico nas empresas que estão em fase de definição de projeto”, complementa Cassiolato.

Artigo extraído do site Click News, clique aqui para ler o artigo original.