Projeto Fabricando o Futuro premia filhos de colaboradores SMAR

segunda-feira, 10 de novembro de 2008



O Projeto Fabricando o Futuro premiou, nesta sexta-feira, 17, os sete melhores currículos apresentados por filhos de colaboradores. O programa tem por objetivo levar a alunos do ensino médio uma visão do mundo atual e as possibilidades do mercado de trabalho num futuro próximo.

Esta edição, porém, teve uma abordagem diferente: mostrar aos filhos dos colaboradores, com idades entre 14 e 16 anos, a realidade do mercado, começando pelo local de trabalho de seus pais. O roteiro consistiu de um ciclo de apresentações sobre tecnologia e inovação, mercado de trabalho e responsabilidade social, seguido de uma visita às unidades da SMAR. Cada adolescente desenvolveu um currículo para ser entregue simbolicamente à empresa e os melhores trabalhos, avaliados por uma comissão técnica, foram premiados.

Renan Benasse Martignon, filho de Valter Luiz Martignon, foi o 1º colocado e recebeu como prêmio um micro-computador. Para ele, o mais importante foi aprender o que a empresa espera de um bom profissional. “Nunca havia feito um currículo. Foi uma ótima oportunidade para adquirir conhecimentos, além de poder conhecer toda a empresa em que meu pai trabalha”, afirma.

O vencedor do prêmio revelação, Renan F. Georgete, filho de Valmir Osmar Georgete, também da unidade XV, foi presenteado com o livro Uma Nova História do Tempo, de Stephen W. Hawking e Leonard Mlodinow, bem como os ganhadores do prêmio destaque: Gabriel D. Orellana, filho de Evaristo Orellana Alves (XIX), Jéssica Carolyne Pontes, filha de Edner Ricardo Pontes (XVI), Maria Eduarda F. Leite, filha de Ricardo José A. Leite (XVI), Murilo Olandin Heck, filho de Mercio Andrade Heck (V) e Matheus Guilherme Picaccio, filho de Marcos Antonio Picaccio (III).

O colaborador Marcos Picaccio destaca a motivação que o programa traz para os jovens. “Meu filho, que já falava em fazer Engenharia, ficou ainda mais motivado e empolgado com a profissão, e já sonha com um bom emprego no futuro”.

Para César Cassiolato, diretor de Marketing da SMAR, o programa tem sido gratificante. “Temos a oportunidade de sensibilizar alguns desses jovens e multiplicar o interesse e a visão de futuro. Com isso estamos auxiliando a formação de futuros profissionais que poderão ajudar o Brasil a se destacar em tecnologia, inovação e sustentabilidade, posicionando-se ao lado das grandes potências mundiais”, afirma.