Smar integra Grupo de Verificação e Validação do FDI

terça-feira, 14 de dezembro de 2010



Investindo constantemente na pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias, a Smar participa e incentiva importantes grupos e associações pelo mundo. Um exemplo é a sua participação no Grupo de Verificação e Validação do FDI (Field Device Integration), que une esforços de empresas, associações e fundações, na criação de um padrão aberto com suporte a vários protocolos, entre eles, Fieldbus Foundation, HART e Profibus.

Recentemente, Renato Carrijo, Engenheiro de Desenvolvimento Eletrônico da Smar e Coordenador de Projetos, esteve nos Estados Unidos participando de uma reunião do Grupo. “Com a participação de importantes empresas, como a Smar, Endress+Hauser, Siemens, Emerson, ABB, Honeywell, BusCorp Inc, Ascolab GmbH, M&M, Dearborne, o grupo está fazendo a validação da tecnologia FDI, que reúne as melhores características da EDDL e do FDT/DTM. “O FDI será o padrão presente nas soluções de automação dos próximos anos”, explica.

Em 2010, além dos Estados Unidos, aconteceram importantes reuniões do Grupo na Alemanha e no Canadá. Segundo Carrijo, a tecnologia da Smar é bastante respeitada no cenário internacional. “Atualmente, conseguimos fornecer soluções à altura dos mais elevados padrões de qualidade exigidos internacionalmente”.

Além da participação no Grupo de Verificação e Validação do FDI, a Smar participa ativamente em importantes Associações, como Fieldbus Foundation, HART Communication Foundation, PNO, FDT Group, OPC Foundation, e tem oferecido protótipos para a validação das tecnologias usadas em sua área de atuação. “O uso de padrões abertos permite a interoperabilidade entre diversos fabricantes e nos dá condições de fornecer a melhor e mais adequada solução para nossos clientes”, afirma.

Para Carrijo, é um orgulho trabalhar na Smar, comprovando que dentro de uma empresa brasileira se produz e se trabalha com tecnologia de ponta. “Além disso, a tecnologia produzida aqui é muito utilizada lá fora. O cliente Smar tem a garantia de que, se necessitar de atualização de sua planta, poderá contar com a incorporação destas novas tecnologias nos produtos Smar”, ressalta.

A Smar tem focado nos projetos da linha de tecnologia wireless (HART e SP100). Carrijo ainda informa que um mercado promissor tem sido o de unidades remotas, RTUs, com tecnologia HART, Foundation Fieldbus e Profibus PA. “Para o próximo ano, temos como meta o lançamento da linha R, que disponibilizará módulos de entrada e saída redundante, que é um requisito forte do mercado internacional. Esta linha se integrará com os demais controladores do SYSTEM302 de maneira transparente”, finaliza o Engenheiro.

 

Fonte: Mensagem Marketing e Comunicação