SYSTEM302 versão 7.3: novidades e facilidades ao usuário

terça-feira, 25 de outubro de 2011



 

Lançado recentemente pela SMAR, a versão 7.3 do SYSTEM302 oferece ao usuário ainda mais tecnologia, inovação, desempenho, produtividade, facilidade de uso e flexibilidade em projetos de automação. Além disso, foi aperfeiçoado com sistema híbrido SDCD + CLP, arquitetura aberta, alta conectividade em rede, estações de trabalho e estações de engenharia.

Conheça os principais diferenciais do sistema:

 

Sistema Híbrido SDCD + CLP

SYSTEM302 se caracteriza por ser um sistema híbrido, ou seja, que engloba tanto soluções para arquiteturas típicas de CLP, quanto de SDCD.

As soluções SDCD são mapeadas em blocos de função e as CLP em lógica Ladder. A integração entre esses dois mundos é possível através uso do conceito de Bloco Funcional Flexível (FFB), permitindo a utilização do sistema para aplicações mistas de controle de fábrica e de processos.

Dessa forma, o SYSTEM302  pode ser padronizado em grandes corporações, atendendo áreas com diferentes aplicações.

Criação e configuração de FFBs. Ambos ficaram mais simples, transparentes e flexíveis. Ao criar um novo FFB, o sistema gerencia o processo de configuração do equipamento e pré-configura o bloco, adicionando automaticamente parâmetros de interface digitais e analógicos para o dispositivo. O mesmo se aplica à manutenção, pois ao remover ou atualizar a revisão do equipamento (Device Exchange), o sistema faz todos os ajustes necessários ao projeto e também informa ao usuário quais mudanças serão executadas para adequação à nova realidade do sistema.

Além disso, o usuário tem a opção de transformar um FFB já existente em um modelo pré-definido (template), reaproveitando toda a propriedade intelectual utilizada na criação das lógicas em outros equipamentos. Isso aumenta a produtividade.

Ao trabalhar com lógica Ladder, várias instâncias do configurador Ladder podem ser abertas, sendo uma para edição e as demais para visualização.

Outra novidade está no tráfego de dados entre dispositivos. Agora muito mais dados podem ser transmitidos em um único link, e com maior eficiência. O uso das novas estruturas de dados DS-158 (64 valores digitais) e DS-174 (16 valores analógicos) permitiu essa evolução.

Para projetos que exigem o uso de cartões de E/S convencionais, mais uma melhoria. Agora o usuário tem total liberdade de escolha na hora de configurá-los tanto para as lógicas com blocos funcionais quanto para as lógicas Ladder. O sistema auxilia o usuário na detecção de possíveis conflitos de configuração lógica ou física do sistema. Isso é um incentivo a mais para os usuários usarem as características híbridas do sistema.

A otimização do tempo de execução dos blocos funcionais é outra novidade. A partir desta versão, o usuário pode definir os graus dessa otimização, permitindo malhas de controle mais rápidas, com menor macrocycle.

 

Arquitetura Aberta

Expandindo suas características de conectividade e integração, o SYSTEM303 7.3  traz o novo wrapper OPC-UA, que possibilita ao seu servidor OPC-DA trabalhar como se fosse um Web Service OPC-UA.

Com esse recurso ativado, é permitido aos sistemas supervisórios, que já suportam a tecnologia OPC-UA, terem acesso a todas as variáveis de supervisão das redes de CLPs e redes Ethernet de alta velocidade HSE (High Speed Ethernet), e disponibilizá-las aos demais setores da empresa através de um roteamento de informação facilitado e seguro.

 

Alta Conectividade em Rede

SYSTEM302  é mundialmente reconhecido pelo seu suporte a vários tipos de barramentos de comunicação industrial, como Profibus DP e PA, DeviceNet, AS-i e Foundation Fieldbus HSE e H1, mantendo um ambiente uniforme e integrado para construção ágil das aplicações.

Nessa nova versão, a configuração de redes ProfibusAS-i e DeviceNet também foi aprimorada através de melhorias significativas na ferramenta de mapeamento de dados dos dispositivos especificados nessas redes. 

A integração maciça de dados entre as diversas tecnologias ficou muito mais transparente, amigável e consequentemente, produtiva.

Novos recursos de produtividade como compactação e expansão de nós, ferramentas Find & Replace e Copy & Paste de módulos já configurados, exibição de variáveis por tags padrões ou personalizados e definição em batelada de escalas de variáveis dão dinamismo para a integração em massa de dispositivos e facilita a vida dos técnicos e engenheiros projetistas.

 

Estações de Trabalho

O novo SYSTEM302 7.3 está mais intuitivo desde o momento de sua instalação. Esse aprimoramento reduziu o número de etapas e o tempo despendido nelas.

Além disso, o processo de configuração agora centraliza em apenas uma ferramenta os itens mais importantes para o ajuste das estações de trabalho. Como resultado, tem-se uma partida mais rápida do sistema.

       

Estação de Engenharia

Com o ambiente integrado Studio302, o usuário tem à sua disposição uma forma organizada e produtiva para acessar os dados de sua planta, focando nas funcionalidades do sistema e não em nomes de ferramentas.

Tal visão sistêmica significa que a partir do Studio302 é possível iniciar a criação de um template de FFB ou de uma nova estratégia de controle de forma simplificada e direta.

A documentação e o esquema organizacional dos equipamentos de processo também têm destaques no SYSTEM302 7.3. O registro e organização de toda a base de dados da documentação da planta são gerenciados pelo Process Equipment Database do Studio302, que agora, mais intuitivo, facilita a consolidação dessas informações e sua manutenção.

Controladores e instrumentos de campo agora são apresentados em janelas separadas para facilitar pesquisas e filtros dinâmicos para pesquisas avançadas. No mesmo ambiente, disponibiliza-se o acesso a operações online, como comissionamento, descomissionamento e download.

           

Segurança Operacional

Base para todas as ações dentro do sistema da SMAR, as questões de segurança são foco nessa nova versão. O Studio302 introduz o conceito d Network Devices/Stations, em que somente as máquinas cadastradas pelo administrador têm permissão para acessar os dados da rede de automação, além de apresentar várias informações como quem está conectado, quais estações estão executando o servidor OPC, entre outras ações.

Auxiliando o processo de manutenção da planta, o download incremental fornece um mecanismo para que somente os itens da configuração que forem modificados pelo usuário sejam atualizados durante o download. Assim, manutenções que exigem pequenas alterações no projeto podem ser implementadas com o mínimo de impacto para a planta.

Para auxiliar nas questões de auditoria e manutenção da planta e do sistema de controle, os relatórios gerados pela estação de engenharia através do Inventory Report são gerados 50% mais rápidos e com menor consumo de CPU do que na versão anterior do SYSTEM302. O mesmo desempenho se verifica no gerenciamento de backups e transferência de projetos entre estações.

Outra novidade é a integração do aplicativo DFBatch, que como um canivete suíço, possui diversas funções para a manutenção e gerenciamento dos controladores da linha DFI302. O acesso simultâneo aos controladores aumenta a produtividade das equipes de manutenção.

 

Simulação

Uma das grandes novidades da versão 7.3 é a ferramenta de simulação de estratégias de controle, o SimulationView. Trata-se de uma ferramenta de software desenvolvida especialmente para fazer a simulação de estratégias de controle com blocos funcionais Foundation Fieldbus e lógica Ladder padrão IEC 61131-3.

Treinamento de operadores, uso acadêmico para ensino de controle e automação, testes de aplicação, auxílio no desenvolvimento e melhoria de processos industriais são as principais funcionalidades que o SimulationView possibilita. Os operadores podem ser treinados com as mesmas telas usadas na operação real.

Testes de aceitação de fábrica (Factory Acceptance Tests - FATs) e testes da aplicação podem ser feitos antes mesmo que o sistema esteja montado, o que agiliza o processo e diminui os prazos de entrega dos projetos.

A conexão direta do SimulationView ao banco de dados do SYSTEM302 promove a rápida mudança entre ambiente real e simulado, sem a necessidade de importar ou exportar qualquer configuração.

 

Licença Acadêmica

As organizações podem ter acesso a uma licença exclusiva para simulação, a Licença Acadêmica, que habilita todos os recursos do SYSTEM302 para funcionarem especialmente nesse modo.