Sistemas verdadeiramente abertos & Gerenciamento de ativos: Ferramentas  Estratégicas para empresas competitivas



César Cassiolato

Diretor de Marketing, Qualidade , Assistência Técnica e Instalações Industriais
cesarcass@smar.com.br

Introdução

Sua planta não usa um sistema verdadeiramente aberto?  Sua empresa conta com a sorte para prever as paradas? ...sem dúvida sua empresa corre riscos de não ser competitiva.

Hoje não resta dúvida que no mundo da automação industrial só existem duas maneiras das empresas se tornarem competitivas: com a otimização dos processos utilizando sistemas verdadeiramente abertos e com o gerenciamento de ativos.

A otimização garante melhoria de performance, redução de custos com matéria-prima, melhor qualidade, etc.

Quanto mais informação, melhor uma planta pode ser operada e sendo assim, mais produtos pode gerar e mais lucrativa pode ser. A informação digital e os sistemas verdadeiramente abertos permitem que se colete informações dos mais diversos tipos e finalidades de uma planta, como ninguém jamais imaginou e neste sentido, com a tecnologia Fieldbus (Foundation Fieldbus, PROFIBUS, HART, DevicenNet, Asi, etc) pode-se transformar preciosos bits e bytes em um relacionamento lucrativo e obter também um ganho qualitativo do sistema como um todo.

Isto é garantido somente se o processo estiver rodando e ok, uma conseqüência direta do gerenciamento de ativos e de práticas que reduzem o downtime, aumentando a disponibilidade da planta e cortando custos de manutenção.

 

 

Sistemas Verdadeiramente Abertos

Hoje muitos fornecedores de sistemas dizem que seus sistemas de controle são abertos mas na prática isto não acontece. Estes sistemas utilizam apenas parte da tecnologia digital, sendo na verdade sistemas proprietários. Não se pode falar em sistemas abertos somente por utilizarem um barramento de campo digital.

Em um verdadeiro sistema aberto seus horizontes são muito mais amplos. Possibilidade de diagnósticos, maior tolerância a falhas, blocos de funções instanciáveis, FFBs (Blocos Flexíveis), conectividade com a tecnologia Fieldbus, conectividade HSE(High Speed Ethernet), conectividade OPC,  e uma série de outras características que o torna um sistema de controle completo e não um simples barramento de comunicação com integrações proprietárias. Ao se adquirir um sistema de controle deve-se estar atento para que este além de todas as funções de controle de processo possa agregar informações que possam trazer benefícios nas tomadas de decisões, garantindo a excelência operacional.

Em um sistema verdadeiramente aberto, vários softwares utilizando tecnologias abertas se integram  perfeitamente ao hardware, ao mesmo tempo que dão liberdade para conectar-se com software e hardware de outros fabricantes (lembre-se, desenvolvimento de drivers de comunicação e “arquivos dedicados” é tecnologia do passado). O Usuário deve ter a liberdade para escolher os componentes e até mesmo construir o seu próprio sistema. As antigas tecnologias proprietárias que ainda existem, podem não estar disponíveis assim que sua empresa necessitar fazer uma expansão.

A flexibilidade e a capacidade de expansão da arquitetura de um sistema verdadeiramente aberto possibilitam reconfigurações e expansões para atender as novas condições de processo sem grandes reinvestimentos. Antes da decisão de qual tecnologia será utilizada em seus novos projetos, certifique-se que no futuro, será possível fazer uma expansão ou mesmo uma modificação, sem que seja necessário investir mais do que o seu orçamento permita. Tecnologias modernas possibilitam respostas rápidas às mudanças nas condições de mercado. Você pode ter necessidade de aumentar a capacidade, mudar para um outro produto, ou se adaptar a algum outro tipo de exigência.

Investir em um sistema verdadeiramente aberto é garantir a excelênica operacional para os próximos 20 anos ou mais.

Para maiores informações sobre um verdadeiro sistema aberto, consulte: www.system302.com.br.  O SYSTEM302  da SMAR foi desenvolvido especialmente para atender estes novos desafios.

 

 

Sistema de Gerenciamento e Manutenção

Um sistema de gerenciamento e manutenção deve ter recursos que permitam ao usuário identificar ou prognosticar fácil e rapidamente qualquer mau funcionamento de sua planta. Neste sentido, deve ter facilidades técnicas em gerações de dados estatísticos, levantamento de históricos, gerações de relatórios, e permitir fácil acesso de qualquer lugar, mesmo fora da planta.Além disso, deve tirar vantagens dos modernos recursos de rede e arquitetura de software, como interface OPC, Microsoft DNA e acesso via WEB, onde estas ferramentas oferecem ao usuário ampla visibilidade da planta, a qualquer hora, em qualquer lugar, seja através de um PC, PDA ou telefone celular (WAP, SMS). Hoje é comum encontrarmos ferramentas no mercado que utilizam o próprio WEB Browser como plataforma para as interfaces gráficas com o usuário.Um exemplo é o AssetView da SMAR, parte integrante do SYSTEM302.

Sendo um recurso nativo da maioria dos sistemas operacionais mais usados (Windows, Linux, Solaris, QNX etc), o uso de WEB Browsers simplifica o treinamento e manutenção do próprio sistema, além de eliminar a tradicional atualização dos clientes. Um aspecto muito importante é que, além de possuir em sua base de dados, situações comuns de falhas, deve ter a condição de aprendizagem, incorporando soluções específicas, reconhecendo situações similares e economizando tempo em reparos futuros.

É fundamental que o sistema utilize tecnologias abertas garantindo a interoperabilidade. O AssetView da SMAR foi desenvolvido nesta filosofia e hoje facilita a vida dos usuários,  garantindo vantagens competitivas às empresas.

 



Figura 1 - AssetView

 

Benefícios do Gerenciamento de Ativos

A tecnologia Fieldbus (Foundation Fieldbus, PROFIBUS, HART) é rica em disponibilização de informação, não somente pertinente ao processo, mas em especial dos equipamentos de campo. Desta forma, condições de diagnósticos podem poupar custos operacionais e de manutenção, principalmente em áreas de riscos ou mesmo em áreas de difíceis acessos.Vale a pena lembrar que a grande maioria das idas ao campo não indicam que realmente um equipamento tem problema. Agora com um gerenciamento eficaz pode-se ir ao campo com a certeza que realmente existe um problema e este é facilmente localizado. Através de um gerenciamento destas informações vindas do campo, pode-se selecionar convenientemente os dados  para se atingir os objetivos de produção, manutenção, qualidade, direcionando as informações às pessoas e/ou departamentos corretos e agindo de maneira a melhorar os processos.

Note que a grande vantagem é a facilidade de acesso à informação com confiabilidade pois esta pertence a um mesmo banco de dados, independente do nível hierárquico na empresa; é todo mundo falando a mesma língua, evitando mau entendidos! Além disso, o fácil acesso garante respostas rápidas e eficazes que permitem estratégias para se solucionar os problemas, minimizando os tempos de paradas.Veremos a seguir algumas características proporcionadas pelo gerenciamento de ativos.

Por exemplo, vejamos a figura 2, onde temos uma tela do AssetView; o usuário pode facilmente ter a condição geral de diagnósticos de sua planta e facilmente identificar os equipamentos que estão fora da condição normal de operação.O mais interessante é que qualquer situação, mesmo falha de comunicação é registrada e permite o tracking pelo usuário na base de dados e assim, tem-se um histórico da vida do equipamento facilmente acessível.

 



Figura 2 - Lista dos eventos de diagnósticos

 

Note na figura 3, a condição de geração de relatórios pertinentes às mudanças de configuração.

Estes relatórios são baseados em mudanças de configuração dos equipamentos e mudanças na calibração, permitindo fácil reconciliação das configurações.

A programação de manutenções nos equipamentos é facilitada, e tem-se a informação antecipada via email aos profissionais da manutenção e todos os envolvidos. Vide figura 4.



Figura 3 – Relatório das mudanças de configuração  





Figura 4 - Programação de manutenções

 

Na figura 5 podemos ver a lista de manutenções programadas.

 



Figura 5- Lista de manutenções programadas.

 

Aqui vale a pena registrar a facilidade de se trabalhar numa ferramenta em ambiente Internet, pois é o ambiente mais utilizado nos dias de hoje, onde o usuário necessita de treinamento mínimo.

Em termos gerais, as empresas hoje querem informação que podem gerar benefícios, facilitando as tomadas de decisões. Vejamos algumas facilidades e benefícios do gerenciamento de ativos:

  • Facilidade de acesso às informações em toda a planta(desde chão-de-fábrica até níveis gerenciais);
  • Garante uniformização das informações nos diversos níveis hierárquicos, com confiabilidade.Rico em informação, facilita a tomada de decisões;
  • Permite infra estrutura e  tecnologia para que se monitore online(vide fig. 6), configure, calibre e gerencie equipamentos de campo com o objetivo de se ter os melhores resultados em termos de desempenho e redução de custos;
  • Permite as melhores práticas de manutenção(principalmente a proativa), através do gerenciamento de diagnósticos, programação de manutenções;
  • Audit Trial;
  • Minimização de spare parts;
  • Aumento da disponibilidade e segurança operacional da planta e reduz o downtime;
  • Diminuição do tempo perdido em manutenção em equipamentos que realmente não a necessita(Manutenção Preventiva);
  • Garante ganhos e redução de custos operacionais contribuindo para a redução de custos gerais.

 



Figura 6 – Tela Device View

 



Figura 7 – Diagnóstico Preventivo

 

Mais informações sobre o Asset View, acesse: www.smar.com/brasil2/products/asset_view.asp

 

Conclusão

Não resta dúvida que hoje o Sistema Verdadeiramente Aberto e o Gerenciamento de Ativos são importantes ferramentas na gestão estratégica de uma empresa, responsável em gerar e dar confiabilidade operacional e por alinhar equipes de produção, manutenção e gerenciamento para se atingir metas comuns: o aumento da produtividade, melhoria da qualidade e redução de custos, exigidas por qualquer segmento de negócio.Além disso, representam a melhor opção em termos de  retorno de investimento.         

 

Referências

 

© Copyright 2010 | SMAR Equipamentos Industriais Ltda - todos os direitos reservados - websupport@smar.com
Você está recebendo este informativo da SMAR.com.br devido seu relacionamento com o website ser assinante ou Membro Registrado.
Se você deseja ser excluído de futuros e-mails informativos do website SMAR.com.br, por favor clique aqui para atualizar suas preferências .
Este e-mail não pode ser considerado SPAM, pois está em conformidade com o Código de Ética Anti-Spam e Melhores Práticas de Uso de Mensagens Eletrônicas